31 maio 2013

Empresa cria impressora 3D de US$ 347

Empresa cria impressora 3D de US$ 347

O alto preço das impressoras 3D tem dificultado a popularização do aparelho. No entanto, um projeto que decolou com a ajuda da internet vai baratear a invenção.

Por meio do Kickstarter, uma fabricante financiou umprojeto de impressoras 3D populares que irão custar US$ 347 (R$ 733). Em apenas um dia, a empresa responsável recebeu todo o dinheiro necessário para a produção dos aparelho20130530142106s.

projeto arrecadou US$ 140 mil no total, US$ 40 mil acima do valor esperado em 30 dias. Devido ao sucesso, as 360 primeiras pessoas que fizeram doações ganharão uma unidade da impressora.

Os criadores do equipamento defendem que qualquer pessoa pode ter uma impressora 3D, sem a necessidade de saber utilizar o software de design CAD.

A impressora Buccaneer tem aplicativo Android e conexão Wi-Fi, recursos que os demais modelos lançados ainda não possuem.

O material utilizado para a fabricação dos protótipos é o mesmo que das concorrentes. A diferença, contudo, é que os objetos criados pela Buccaneer são menores (máximo de 25 cm), devido ao tamanho da máquina.

Share
31 maio 2013

Google oficializa novo visual do Gmail com filtros de conteúdo

Google oficializa novo visual do Gmail com filtros de conteúdo

Google anunciou nesta quarta-feira, 29, um novo design do Gmail que deve ser liberada para os usuários gradualmente durante as próximas semanas. A empresa comunicou a mudança através do seu blog oficial, e explica como o novo visual ajudará o usuário a organizar a sua caixa de entrada.

20120419180244

 

A grande novidade é a criação de 4 abas organizadas por categorias: Prioritário (para os amigos e contatos mais próximos), Social (para as redes sociais), Promoções (e-mails sobre ofertas de produtos) e Atualizações (como confirmações de compras e itinerários de voos). Os usuários também podem customizar a as abas e criar regras e filtros para remetentes específicos, como já é possível atualmente.

Share
31 maio 2013

Microsoft confirma volta do botão “Iniciar” no próximo Windows

Microsoft confirma volta do botão “Iniciar” no próximo Windows

Depois de muitas especulações, a Microsoftfinalmente divulgou no seu blog oficial nessa quinta-feira, 30, as novidades que o Windows 8.1 vai trazer aos usuários. 

Como já havia sido revelado por imagens de terceiros, o botão “Iniciar” volta ao Windows, mas com algumas diferenças: em vez de abrir o “menu Iniciar”, como acontecia normalmente até oWindows 7, o botão levará os usuários de volta à tela de início do Windows8.20130530193517
Outro recurso anunciado pela empresa é a possibilidade de personalizar as “Snap Views”, que permite rodar dois aplicativos lado a lado. Será possível escolher a proporção que mais agrada ao usuário, e até colocar três aplicativos lado a lado. 

É possível ter até mesmo duas cópias (ou duas janelas) do mesmo aplicativo rodando ao mesmo tempo. Na versão anterior, o “Snap Views” era limitado a apenas dois apps, com um deles ocupando um quarto da tela.

Microsoft também apostou na sincronização entre arquivos e configurações: agora, o aplicativo SkyDrive pode salvar arquivos localmente – na versão antiga, ele só podia ser usado para visualizar e acessar os documentos que já estavam na nuvem.

Além disso, qualquer dispositivo será automaticamente personalizado com as configurações e aplicativos do usuário cada vez que ele fizer login com uma conta Microsoft, como Outlook.

Share
31 maio 2013

Apple lança iPod touch mais barato

Apple lança iPod touch mais barato

Apple colocou mais modelo de iPod touch à venda; um mais barato.

O tocador de músicas tem 16 GB e vem sem a câmera traseira presente nos irmãos mais velhos – que têm 32 GB ou 64 GB de espaço para armazenamento.

Além disso, não há várias opções de cores, ele só será vendido em p20130530100532rata.

O preço? R$ 899 no Brasil, mas ele ainda não está disponível para compra. OiPod touch de 32 GB custa R$ 1.199 e o de 64 GB, R$ 1.599.

Share
22 maio 2013

Google revela novas ferramentas para desenvolvedores de aplicativos Android

O Google I/O é uma conferência voltada principalmente para os desenvolvedores. Por isso, não existe lugar melhor para a apresentação do Android Studio, a nova interface de produção de aplicativos para o sistema operacional que promete melhorar o trabalho de quem ganha a vida construindo softwares para celulares e tablets.

De acordo com Hugo Barra, vice-presidente da divisão Android do Google, as novidades apresentadas hoje são apenas a ponta do iceberg. As adições visam melhorar o faturamento de quem vende aplicativos pagos e facilitar o processo de tradução, de forma que os softwares sejam publicados em mais lojas internacionais.

Existem, por exemplo, ferramentas que permitem o rastreamento de anúncios exibidos, possibilitando que o desenvolvedor descubra que tipo de propaganda é mais lucrativo junto ao público. Além disso, o Android Studio vai dar dicas para otimizar os aplicativos construídos e melhorar o faturamento.

Muito apreciada pelos produtores presentes no Google I/O foi a possibilidade de liberação de versões Beta dos aplicativos. Lançamentos em fases também são permitidos, com o desenvolvedor escolhendo grupos de usuários para receberem determinadas atualizações ou softwares completos.

Por fim, há ainda um novo console focado exclusivamente em traduções, com ferramentas especializadas para esse fim. O upload de arquivos de linguagem também foi facilitado. Mais novidades sobre o Android Studio devem ser reveladas nos próximos meses.

Link para Download da nova ferramenta, Android Studio.

O post Google revela novas ferramentas para desenvolvedores de aplicativos Android apareceu primeiro em OraSystems Sistemas.

Share
21 maio 2013

Engenheiros da Google falam sobre fragmentação do Android

A conferência Google I/O, realizada durante essa semana na cidade de San Francisco, nos Estados Unidos, não é um espaço apenas para a Google apresentar as suas novidades. Focada nos desenvolvedores, a companhia promove ainda uma série de painéis e encontros em que os visitantes podem conversar diretamente com programadores e executivos.

Um dos painéis realizados contou com a presença de 11 engenheiros da equipe de desenvolvimento do Android que, durante 40 minutos responderam a diversas perguntas do público. Confira alguns dos momentos mais interessantes do bate-papo.

O que poderia ter sido feito diferente desde o início?

Para a engenheira sênior Dianne Hackborn, a equipe deveria ter mais controle sobre os aplicativos. Um grande exemplo disso é o provedor de configurações, em que as aplicações são executadas e apenas escrevemos para elas. “Isso é algo que não deveríamos ter feito”, comentou.

Como a equipe está trabalhando para combater a fragmentação do Android?

“Pensamos muito sobre isso”, disse David Burke, diretor de engenharia do Android. Ele explicou que muitos fornecedores de silício solicitam o código fonte aberto para fragmentá-lo e criar os seus próprios pacotes de suporte de placa (BSP), visando tornar o hardware compatível com o software.

Para agilizar esse processo, a equipe Android fez o código para a plataforma em mais camadas. Assim, se um fornecedor precisa modificar o código, pode fazer isso em uma camada à parte, sem afetar o sistema operacional inteiro. Somado a isso, há uma legião de usuários executando Gingerbread até hoje porque ele requer menos memória.

“Estamos procurando maneiras de tornar o Android mais eficiente para os smartphones de entrada para ajudar a melhorar essa situação”, completou.

Projeto Butter: sistema operacional mais suave

Anunciado durante a Google I/O do ano passado, o Projeto Butter (“manteiga”, em inglês) é uma iniciativa que tem como objetivo tornar a execução do sistema operacional mais “suave”, com menos atrasos e travamentos. Segundo Burke, a empresa fez muitos progressos com o Jelly Bean, mas ainda há muito a ser feito.

“Pode ser difícil tentar fazer a mesma experiência acontecer em todos os dispositivos existentes. Por conta disso, estamos trabalhando com foco em hardwares como o do Nexus 4, que já possuem GPU de alto desempenho”, explicou. A equipe pensa ainda que cada nova linha de código escrita não pode impactar negativamente na performance do sistema operacional.

 

O post Engenheiros da Google falam sobre fragmentação do Android apareceu primeiro em OraSystems Sistemas.

Share
20 maio 2013

Pacotão ajuda a executar programas antigos no Windows 8 e denunciar perfil falso no Facebook

Pacotão ajuda a executar programas antigos no Windows 8 e denunciar perfil falso no Facebook

>>> Executar programas antigos no Windows 8

Eu comprei um notebook com Windows 8 instalado e descobri que o ID está gravado na placa mãe, tentei entender isso melhor junto a Acer, mas não consegui as informações que preciso, pois lá só podem dar apoio a inicialização e configurações de fábrica.

A minha necessidade passa por eu ter que usar ainda o XP, pois utilizo alguns programas de “scannear” sistemas automotivos que não rodam com outro sistema mais moderno.
A minha ideia era usar esse notebook para “scannear” e para outras atividades como Internet e gerenciamento comercial da oficina, então teria que fazer uma partição e instalar o XP para rodar os scanners e manter o W8 para outras atividades.

Mas não estou conseguindo, não sei fazer, o Windows 8 está na placa mãe? Eu não tenho nem o ID da minha cópia que veio com o notebook, o suporte da Acer diz que não fornece porque eu não preciso. Pode me orientar em algo, para eu pelo menos iniciar isso no caminho mais certo? Não queria formatar e ter que comprar mais uma copia do Windows ou ter que voltar atrás muitas vezes. Ainda não há nada de importante no HD, somente aquela tranqueirada que vem com Windows 8.
Antonio Castilho

Olá Antonio!

Para que eu possa lhe passar orientações mais precisas, necessito que você poste na área de comentários o modelo do seu notebook. Porém, o serial o Windows 8 deve acompanhar o notebook que você adquiriu, pois a licença de uso também faz parte da aquisição do equipamento.

Sobre a instalação do Windows XP, você também deve levar em consideração que será preciso ter uma licença do sistema operacional. Porém, não existe garantia alguma que você encontrará drivers do Windows XP e que suportem o seu hardware. Uma alternativa para conciliar a sua necessidade com as restrições de compatibilidade de hardware e software é recorrer a virtualização. Uma excelente alternativa gratuita e fácil de usar é o VirtualBox (acesse aqui). E instalar o scanner e os programas que você precisa usar nessa máquina virtual.

>>> Denunciar perfil falso no Facebook

Fui vítima de um scammer e já o denunciei. Ele usa fotos de um modelo americano e tem vários perfis no Facebook. A partir do momento que o denunciei e nada aconteceu ele não só criou um outro perfil com o mesmo nome, mudando apenas a foto do modelo e começou a pegar amigos de minha lista, ele está me perseguindo e não consigo encontrar um local onde possa fazer a denúncia e provar que ele é um impostor golpista. Existe algum setor de suporte do Facebook que analise mais seriamente as denúncias, principalmente quando se trata de scammers? Déborah

Olá Déborah! Nem sempre o Facebook atende às denúncias na agilidade que se espera. Em alguns casos, pode ser que a denúncia seja considerada improcedente. Nesse caso, o ideal é fornecer mais detalhes para que os avaliadores tenham subsídios suficiente para tomar uma ação. Para casos semelhantes ao seu é possível formalizar a denúncia nesse link.

Vale salientar que se algum dos itens exigidos pelo serviço não estiver de acordo com o recomendado, a sua denúncia será desconsiderada. Para denunciar um perfil falso, você deve preencher o formulário de solicitação e incluir os seguintes itens:

– Imagem digital ou digitalizada de um documento de identificação emitido pelo governo (RG, habilitação ou passaporte);
– Declaração registrada em cartório que confirme a sua identidade;
– Cópia de um boletim de ocorrência sobre a sua solicitação.

Também é recomendável que você restrinja ao máximo o acesso as suas fotos, pois assim estará preservando a sua privacidade e dificultando a ação desse tipo de usuário na rede social.

O post Pacotão ajuda a executar programas antigos no Windows 8 e denunciar perfil falso no Facebook apareceu primeiro em OraSystems Sistemas.

Share
20 maio 2013

Aplicativo Cidade Legal ajuda a denunciar problemas como buracos na rua e semáforos quebrados.

Aplicativo Cidade Legal ajuda a denunciar problemas como buracos na rua e semáforos quebrados.

O potencial da combinaçao de smartphones com aplicativos ainda está longe de se esgotar. Combinando-se alguns de seus recursos mais poderosos, como a internet móvel, o GPS e a câmera, o celular pode transformar seu usuário em uma unidade independente de denúncias do que está acontecendo ao seu redor.

A empresa brasileira WBF Mobile é uma das que estão investindo no filão de aplicativos “cidadãos”, com o seu Cidade Legal, presente desde março no sistema iOS e que aportou na semana passada no Android. O objetivo é fazer com que você identifique e divulgue os problemas de infraestrutura de sua cidade, fotografando, marcando no mapa e postando nas redes sociais. As fotos não sobem de imediato, pois o sistema verifica se a ocorrência é real, e, cerca de duas horas depois, a foto é anexada à ocorrência.

“A inspiração veio quando cheguei em casa e tinha uma caçamba de lixo parada no estacionamento. A empresa e a prefeitura disseram que não podiam fazer nada e fiquei um mês convivendo com a situação. A partir daí, reuni a equipe e ficamos dois meses coletando informações de problemas similares”, conta Wilson Baraban, diretor de desenvolvimento da WBF Mobile.

A empresa, que defende que seu produto é inédito no mundo inteiro, chegou a uma lista de 44 diferentes problemas que podem ser identificados pelos usuários, como buracos nas ruas e calçadas, semáforos quebrados, postes apagados e lixo espalhado, entre outros. Em cerca de dois meses, já obteve 780 pontos marcados e 2.500 downloads na versão para iPhone.

O passo seguinte dos criadores do app está em andamento; eles negociam com 11 prefeituras brasileiras para que estas possam vir com as soluções – ou agendamento das mesmas – dos problemas levantados pelos usuários.

Colaboração

Uma iniciativa similar de “app cidadão” lançada no Brasil no ano passado foi o Safe City, da i4People, mas, ao contrário do Cidade Legal, o foco era mapear os crimes ocorridos em cada bairro. A empresa lançou versões para iOS e Android, que custam R$ 6,16 o download, mas a baixa procura do público fez com que a empresa desistisse de novas atualizações.

Ainda é cedo para saber o que será do Cidade Legal, porém seus criadores estão otimistas. “É importante para o desenvolvimento do aplicativo a participação maciça dos usuários, pois quanto mais pessoas marcam uma ocorrência, maior o peso da mesma”, defende Baraban.

O post Aplicativo Cidade Legal ajuda a denunciar problemas como buracos na rua e semáforos quebrados. apareceu primeiro em OraSystems Sistemas.

Share
20 maio 2013

Vale a pena migrar do Android ou iOS para o Windows Phone?

Vale a pena migrar do Android ou iOS para o Windows Phone?

Usuários do iPhone ou de celulares com Android podem ficar seduzidos por alguns aparelhos com Windows Phone, sistema operacional da Microsoft, mas não é fácil decidir por trocar de plataforma móvel. Para te ajudar a decidir se vale a pena migrar do Android ou do iPhone para o WP, o TechTudo preparou uma análise entre os softwares.


Tela inicial

A tela inicial do Windows Phone, em todas as suas versões, é customizável e composta por ícones coloridos grandes, as Live Tiles, que ocupam toda a tela do celular. Se o aplicativo vinculado for um game ou app de mensagens, por exemplo, o ícone exibe informações adicionais, o que deixa a aparência do celular bem diversificada e com mais conteúdo logo na tela inicial.

Essa funcionalidade não existe no iOS 6, da Apple. Após destravar o iPhone, os aplicativos são dipostos de maneira uniforme, sem a existência de uma tela home separada ou de widgetsà mostra. O máximo que você pode fazer no sistema proprietário é criar pastas com vários apps agrupados. A Apple mantém esse design desde 2007, no primeiro smartphone da empresa.

O Android possui uma tela home separada de outras interfaces idênticas ao iOS, onde ficam os aplicativos. Nessa tela inicial do sistema do Google o usuário pode customizar quais widgets ficarão aparentes, a imagem de fundo, os apps que estarão em uma posição privilegiada dentro do smartphone e várias outras opções. Tudo isso é permitido graças ao código aberto do software. No entanto, comparando com o Windows Phone, essa configuração do Android é mais dificil de ser organizada pelo dono do celular.

Frente do Lumia 920: detalhe da câmera de videochamada (Foto: Allan Melo / TechTudo)Lumia 920 é um dos principais modelos com o sistema Windows Phone (Foto: Allan Melo / TechTudo)

Desempenho

O Windows Phone 7, a primeira versão do sistema, chegou em smartphones como Samsung Omnia 7, LG Quantum e HTC 7 Mozart, modelos que possuem processadores de 1 GHz. Ou seja, com um portifólio limitado de produtos, o Windows Phone surgiu com qualidade no mercado.

Na mesma época, o iPhone 4 possuía um chip A8 também com 1 GHz, praticamente equivalente aos aparelhos com Windows na época. O Android, diferente dos dois concorrentes, estava em aparelhos com processadores de cerca de 600 MHz até outros smartphones mais potentes.

Por esse motivo, se você quer um sistema que esteja em vários aparelhos, mas que preza pela qualidade, o Windows Phone é uma opção diante dos rivais iOS e Android. O sistema da Microsoft é tão bom que beneficiou o principal parceiro do sistema operacional, a Nokia. As duas empresas anunciaram parceria em 11 de fevereiro de 2011.

Quantidade de aplicativos disponíveis

Na versão mais recente, o Windows Phone 8 tem mais de 120 mil apps em sua loja virtual. O sistema da Microsoft tende a valorizar os programas que vem embutidos no celular, como o navegador Internet Explorer.

Bug na Windows Phone Store pede que usuário pague por aplicativo já comprado (Foto: Divulgação)Windows Phone ainda possui poucos apps
(Foto: Divulgação)

Em comparação, o iTunes da Apple tem aproximadamente 700 mil programas em sua loja, o mesmo número do Google Play. Ou seja, nesse quesito, o Windows Phone ainda deixa muito a desejar. Os concorrentes tem praticamente seis vezes mais o número de aplicativos que a Microsoft possui.

Apesar de contar com os principais apps dos dois rivais – como WhatsApp, Facebook, Twitter e Foursquare -, muitos usuários ainda sentem falta de programas considerados “essenciais” atualmente em um smartphone, como o Instagram. O programa de imagens ainda não tem previsão de lançamento para o Windows Phone.

Segurança

Apesar de existir em menos aparelhos do que o Android, engana-se quem acha que o Windows Phone é necessariamente mais seguro. Um bug envolvendo o sistema de SMS, por exemplo, faz com que o Windows Phone 7 trave. Mas, ainda assim, a quantidade de vírus e malwares destinados à plataforma é bem inferior aos existentes no sistema do Google.

O Android sempre será um sistema mais vulnerável, pelo seu grande portfólio de aparelhos, mas seu código é aberto e desenvolvedores podem criar novos mecanismos de proteção. Já o iOS, por ser um sistema proprietário, constantemente é atualizado para ter a melhor performance nos iPhones e iPads.

Portanto, se a questão for trocar o Android pelo Windows Phone pela segurança, talvez não valha a pena. A melhor opção, nesse sentido, são os aparelhos desenvolvidos pela Apple.

Conclusão

Windows Phone é um ótimo sistema operacional para quem quer sair da mesmice em que estão o Android e o iOS, sempre com as mesmas interfaces. O WP é um sistema estável e com uma segurança razoável. Osoftware também está presente em smartphones topo de linha da Nokia, que tem caprichado em produtos bem acabados da série Lumia.

O sistema é inferior na quantidade de aplicativos, que ainda está muito abaixo dos concorrentes. Portanto, se você faz questão de ter uma variedade enorme de programas e as mais recentes atualizações do mercado, o Windows Phone pode ser um pouco decepcionante.

Assim, se você cansou da mesma interface e usabilidade presentes nos sistemas Android e iOS, o Windows Phone é uma ótima opção. Os aparelhos que chegam ao mercado com a plataforma são excelente e, caso você não se importe com a ainda baixa quantidade de aplicativos, vai curtir muito a opção.

O post Vale a pena migrar do Android ou iOS para o Windows Phone? apareceu primeiro em OraSystems Sistemas.

Share
15 maio 2013

Lei da Transparência que informa ao consumidor final a quantidade de carga tributária

Clientes e parceiros,

Por ocasião da Lei 12.741/2012 – Lei da Transparência que informa ao consumidor final a quantidade de carga tributária incidente no produto que está sendo comprado – entrará em vigor em 10/06/2013, pedimos que entrem em contato com o escritório e/ou associações empresariais para ser informado a quantidade (%) de impostos incluso no produto.

Como o sistema já está sendo ajustado para ter esta informação, precisa-se que as empresas já tenham EM MÃOS este percentual de tributos/impostos incidentes no produto desde a origem , que será informado na nota fiscal.

Lembrando que esta informação também poderá ser exposta no próprio estabelecimento por meio de catálogos, painéis informativos ou meio eletrônico.

Obs: Este percentual deverá ser feito por produto, ficando a cargo do cliente informar o percentual no cadastro de produto.

A atualização do sistema para esta regularização esta prevista para inicio de junho, somente para os clientes que emitem notas a consumidor final.

Para os demais clientes não será necessário uma vez que trabalham com comercialização subsequentes.

Para maiores informações o conteúdo esta disponível no seguinte link. Discriminação de Impostos nas Notas Fiscais

O post Lei da Transparência que informa ao consumidor final a quantidade de carga tributária apareceu primeiro em OraSystems Sistemas.

Share